Sitting, waiting, wishing…

anonovo

 

Tô aqui mentalizando coisas boas, porque 2013 TEM QUE SER BOM. Não vou dar chances pra ele ser ruim não.

Como não gosto de passar o ano novo SÓ de branco, to caçando cores que ornem com os meus desejos.  Vamos aos escolhidos (hehe):

Dourado, pra brilhar, remete ao sol e a riqueza. E sim, preciso de riqueza e bronze nessa vida, por favor em dobro.

Rosa eu sempre dou um jeito de usar, fico toda mentalizando o amor, o romance, e blábláblá. Veremos.

O branco todo mundo sabe, e o preto protege de energias negativas. Não lembro onde ouvi/li isso, mas acredito desde então.

Na real, todo mundo sabe que esse lance das cores é meio firula, só não assume pra não ser chato. O importante de verdade é mentalizar coisas boas e colocar em prática. Falar na virada é muito pouco, tem que fazer o bem. (post de fofinha né?)

E vocês? Já escolheram as cores? Já tão mentalizando um boy, um emprego, uma viagem, um mega da virada?

 

 

Sobre o mimimi de batons.

Essa semana rolou um mimimi fora do comum sobre batons. Tudo porque eu disse que EU acho que as pessoas não deveriam usar batom azul, ou preto, pra vida.

E é bem essa minha opinião mesmo, eu acho que são legais pra alguma festa temática, alguma festa maluca. Não pro cotidiano.

Batom preto ATÉ QUE VAI EM ALGUMAS PESSOAS. Muito poucas pessoas, quase nenhuma, só me lembro de uma que fique bem.

Mas que que vocês tão pensando da vida pra usar batom azul na balada? As marcas ficam lá, estudando por muito tempo que cores devem lançar nas suas coleções, pra cada tom de pele, pra cada tom de blush, e vocês querem passar giz de cera na boca?

CHATEADÍSSIMA.

Sim, eu já comprei um azul. Testei uma vez e jamais consegui sair de casa com ele. Tá aqui, pra caso eu me vista de smurffete alguma vez na vida. De resto vamos convivendo com os rosas, vermelhos, roxos, vinhos, marrons, laranjas, e toda uma cartela de cores que não nos faz parecer uma criança querendo aparecer na sala de visitas.

É possível sentir prazer com batons de cores normais.

((ps. essa é a minha opinião, cada um faz o que quer, mas sem mimimi né gatas?))

Alô alô testando.

Hoje tirei um tempo, hora, da minha tarde pra testar uns daqueles mili produtos que eu comprei. E mesmo assim não testei tudo. Tem coisa que ficou pra uma próxima.

O que eu usei foi só tudo isso, obviamente não é tudo novo mas eu não consigo me maquiar só com sombra/blush/batom. Tem coisa antiga. Queria testar principalmente as sombras, pra evitar surpresas na hora de me maquiar correndo pra algum lugar. E bom, serviu pra saber que com essa sombra compacta do Duda Molinos (SuperNova) eu vou ter que fazer a pele depois do olho, esfarela muito e o brilho não é tão intenso quanto na embalagem, mas mesmo assim é bonito, mais discreto realmente. O curvex da Mundial não foi tudo isso, meu curvex de dois reais da perfumaria vizinha faz melhor. E o lápis beringela da Quem disse, Berenice? é o meu mais novo lápis preto. Fica lindo de um jeito que nenhuma foto conseguiu captar.

Eu sei, eu sei, a foto ta bem tosquinha. Mas pelo menos a cama tava arrumada. Foi a única luz que mostrou mais ou menos a cor do lápis. Não usei primer, por isso a sombra ta meio fraca. De resto os produtos fizeram o que eu esperava. Sem grandes emoções. Batom bão, blush bão, iluminador bão. 

Agora vou eu, lavar louça com essa cara pintada. HEHEH.